Galvão Bueno diz que não vai narrar a Copa de 2022

Autor

Categorias

Compartilhe

Galvão Bueno surpreendeu a todos hoje ao anunciar, durante gravação do programa “Altas Horas”, da Globo, que não irá narrar a Copa do Mundo de 2022, que será disputada no Catar.

“Narrar 22 não vai dar, não. O projeto é estar lá. São 12 Copas, está bom, mas vou estar lá”, disse o narrador ao responder um questionamento feito em vídeo pelo ex-jogador, e campeão do mundo em 1970, Roberto Rivelino.

Os rumores sobre uma possível aposentadoria do mais famoso narrador esportivo do Brasil começaram logo após a partida final da Copa do Mundo de 2018, entre França e Croácia. “Não sei se é minha última Copa do Mundo narrando. Talvez seja. Comecei em 74, mas se tiver sido minha última Copa narrando, e provavelmente seja, foi especial, emocionante, maravilhosa, como se tivesse sido a primeira. Foi uma Copa realmente de mexer com o coração de todos nós”, disse Galvão ao encerrar a transmissão.

O burburinho de uma possível aposentadoria de Galvão Bueno foi tanta, que ele fez um vídeo no canal do YouTube de seu filho, Luca Bueno, negando que estaria deixando a TV e a cobertura esportiva. “Não vou me aposentar. As pessoas não entendem direito o que eu falo (…).Mas, de qualquer forma, quero estar no Qatar. Eu tenho Copa América para fazer em 2019, Olimpíadas em 2020. Em 2022, tem que pensar com calma, não sei o que vou fazer. Tem tanta coisa para fazer: posso fazer uma narração ou outra, tem Jornal Nacional, tem programa. Isso é uma coisa que vamos resolver. Até porque, eu tenho que renovar um contrato para saber o que vamos fazer”, explicou Galvão Bueno.

Confira abaixo o vídeo onde Galvão deu a declaração de que não irá se aposentar.

A SAÚDE DE GALVÃO

Com 69 anos de idade, Galvão Bueno enfrentou alguns problemas de saúde no último ano. O primeiro foi na partida entre Grêmio e Flamengo, em outubro, válida pela semifinal da Libertadores da América. Galvão estava recuperando-se de uma forte gripe, e narrou o jogo com dificuldade, com a voz falhando na hora de narrar os gols da partida.

Porém, um problema mais grave aconteceu em novembro. Quando já estava em Lima, no Peru, para trabalhar na decisão da Libertadores entre Flamengo e River Plate, Galvão sofreu um infarto e teve que ser levado às pressas para o hospital. O narrador então teve que colocar alguns stents no coração (dispositivos que inflados nas artérias reestabelecem o fluxo sanguíneo), e não pode narrar a partida, sendo substituído por Luís Roberto.

Autor

Compartilhe